Indústria tem crescimento de 1,3% de acordo com a CNI

O Indicadores Industriais de outubro aponta continuidade da recuperação do faturamento real da indústria. Considerando a série livre de efeitos sazonais, o faturamento cresceu em outubro pelo quinto mês consecutivo, acumulando alta de 3,9% no período. Também há aumento da Utilização da Capacidade Instalada (UCI). Em outubro, o percentual medido pelo Indicadores alcançou 78% na série dessazonalizada, um avanço de 0,1 ponto percentual (p.p.) frente a setembro. Frente a outubro de 2018, o crescimento é de 0,5p.p.. O percentual da UCI em outubro, antes do ajuste sazonal, alcançou 79,4%, que é o maior para o mês desde 2014, quando a UCI alcançou 82,6%. Essa melhora que é sentida no faturamento e, em menor medida, na UCI, não se reflete ainda no mercado de trabalho. O emprego segue sem reação e a massa salarial mostra tendência de queda.

Faturamento cresce pelo quinto mês consecutivo

O faturamentoreal da indústria cresceu 1,3% em outubro, após o ajuste sazonal. É o quinto mês consecutivo de alta de indicador; destacandose ainda que a alta é a maior dessa sequência de cinco meses. O faturamento acumula alta de 3,9% no período. O faturamento de outubro é 3,5% maior que o observado em outubro de 2018. Embora no acumulado no ano o faturamento ainda registre queda de 1,1% na comparação com 2018, há dois meses que essa diferença se reduz: a queda do acumulado no ano até agosto era de 1,9%

Emprego segue sem alterações

O emprego industrial não se alterou em outubro, considerando a série após o ajuste sazonal. Em 2019, o emprego manteve-se inalterado em cinco meses. Recuou em quatro e apenas em um mês, janeiro, registrou crescimento, de 0,1%. O emprego cai 0,3% na comparação com outubro de 2018, mesmo percentual de recuo quando se considera o acumulado no ano.

Fonte – CNI

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar